Como ter um envelhecimento saudável

A vida moderna permitiu que mais pessoas chegassem à terceira idade. 

Como conseguem ter um envelhecimento saudável? 

Eles já passaram dos 60, 80, 90 e seguem ativos.  

Aliás, Superativos !!! 

112718 1742 Comoterenve1

Segundo dados do Fundo de Populações das Nações Unidas (Unfpa), atualmente uma em cada nove pessoas no mundo tem 60 anos ou mais, são 810 milhões de pessoas na terceira idade.

Estudos mostram que no envelhecimento não existe perda de funções do cérebro, mas sim a diminuição da velocidade de transmissão de informações e entre algumas áreas do sistema nervoso, afirma Cristoforo Scavone, professor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) e pesquisador do Laboratório de Neurofarmacológia Molecular.

Embora isso muitas vezes seja questionado do ponto de vista da memória, ele acredita que nosso cérebro já criou estratégias para buscar informações de forma mais complexas.

E mesmo que você possa ter um declínio no poder destas transmissões, mas devido o aprendizado durante toda uma vida, isso não compromete o desenvolvimento e as funções do idoso dentro da sociedade.

“Qualquer alteração nesse equilíbrio seria resultado de uma patologia, e não um “sintoma” do envelhecimento natural”, afirma Cristoforo.

O segredo agora é descobrir

  • Porque alguns envelhecem sem nenhuma degeneração;
  • O que no cérebro deles se diferencia da maioria;
  • Porque hoje é muito grande o número de pacientes idosos com doenças Neurodegenerativas.

Hoje já se sabe que quanto mais desenvolvida foi à atividade mental e intelectual, ou seja, quanto mais o indivíduo usou o seu cérebro, menor a probabilidade de desenvolver demência, ou se desenvolver, será postergado o início da doença.

Por outro lado, doenças sistêmicas que acometem o organismo como um todo tais como: Diabetes e Hipertensão mal controlados; alcoolismo; tabagismo e principalmente; doenças vasculares cerebrais podem afetar o funcionamento do cérebro, afirma a pesquisadora Elisa Kawamoto.

112718 1742 Comoterenve2

Embora o fator genético, familiar tenham grande peso no desenvolvimento das doenças neurodegenerativas , é sabido que ele contribui apenas com cerca de 30%, e os outros 70% ficam por conta do lado ambiental que pode até compensar essa queda do sistema neurológico.

Elisa explica que a alimentação equilibrada e com poucas calorias evitaria a formação de radicais livres, que ocasionam a morte de neurônios, além de estimular a formação de proteínas que protegem essas células contra os ataques dos radicais livres.

Assim concluímos que o melhor caminho para um Envelhecimento Saudável e evitarmos que nos tornemos pessoas limitadas no futuro é cuidar hoje continuamente de nossa saúde.

Evitar que doenças crônicas permaneçam sem controle; dar ao cérebro estímulos constantes e razões para estarem sempre na melhor forma e; a tão famosa “dieta equilibrada” propagandeada pelos cientistas, rica em fibras, peixes e frutos do mar, são de extrema importância para se alcançar uma velhice sadia.

CURSO COMA BEM

Com o aumento da expectativa de vida, cada vez mais idosos vão aos consultórios dermatológicos com queixas de problemas de pele.

Segundo a coordenadora do Departamento de Dermatologia Geriátrica da Sociedade Brasileira de DermatologiaSilvia Marcondes Pereira, o envelhecimento é o resultado de um processo inevitável:

as células somáticas começam a morrer e são cada vez menos substituídas por novas, verificando se a perda da hidratação, diminuição da oleosidade e da defesa imunológica, ficando uma pele mais ressecada e desidratada.

Além de menor atividade das células produtoras de colágeno e elastina, que dão a firmeza e sustentação, deixando a pele mais fina, flácida com sulcos, linhas de expressão.

Uma pele fina e ressecada costuma causar coceira, abrindo caminho para as feridas.

O hábito de banhos quentes e uso de buchas e de algumas medicações agravam mais este quadro.

Entre os cuidados diários são muito recomendado banhos mornos, sabonetes delicados que não façam tanta espuma e muita hidratação com cremes e emolientes.

Os sinais de envelhecimento são apenas um espelho do que acontece dentro das células.

Cientistas descobriram uma espécie de relógio da longevidade – Os Telômeros nome dado às extremidades dos cromossomos que ficam cada vez mais encurtados.

Mas enquanto não encontram a enzima que protege estes telômeros –> a telomerase. O segredo da longevidade ainda é uma alimentação balanceada e uma mente tranquila.

 

Se curtiu dê um like:
follow subscribe0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *